Dendrophylax lindenii

Dendrophylax é um pequeno gênero composto por apenas 14 espécies, originárias da América Central, algumas regiões do México e Flórida, nos Estados Unidos.

São todas plantas de hábito epífita e crescimento monopodial, e que tem como principal característica o fato de não possuírem folhas (ou melhor, possuírem folhas rudimentares).

O nome deste gênero deriva do grego, dendron, que significa “árvore”, e phylax, que significa “guarda”, “guardião”. A tradução completa de Dendrophylax seria “guardião de árvore”, por seu formato que se assemelha a um pequeno fantasma.

Agora vamos ao estudo da planta do dia, a estupenda Dendrophylax lindenii.

O nome desta espécie é uma homenagem ao descobridor desta planta, o botânico e explorador belga Jean Jules Linden (12/02/1817 – 12/01/1898), que encontrou esse exemplar em Cuba no ano de 1844.

Anteriormente foi classificada como Aeranthes lindenii; Aeranthus lindenii; Angraecum lindenii; Polyrrhiza lindenii e Polyradicion lindenii.

É uma planta originária de áreas bastante úmidas e abafadas de Cuba e das Bahamas, e de terrenos pantanosos (Everglades), localizados no sul da Flórida.

CURIOSIDADE 1:

 A Dendrophylax lindenii é a orquídea mais desejada do mundo. Por sua beleza, excentricidade e dificuldade de cultivo fora de seu habitat, o que sempre foi um enorme desafio para colecionadores de todos os continentes. Durante décadas, pessoas do mundo inteiro tentaram inutilmente cultivá-la em outros lugares. Hoje, com alta tecnologia e estufas totalmente adaptadas, já se tem alguns casos de sucesso.

dendrophylax-lindenii-aquario

CURIOSIDADE 2:

A Dendrophylax lindenii é conhecida popularmente como “Orquídea rã-branca”, mas ficou mundialmente famosa como “Orquídea-fantasma

 

Resultado de imagem para fantasma gif animado

A planta é desprovida de folhas, suas raízes são verdes e bem fixadas nas árvores, possui uma longa e fina haste floral quase imperceptível, e a brancura da flor é tão espantosa que pode ser vista de noite. Por estes motivos, esta flor parece estar suspensa no ar, como se fosse um “fantasminha”.

CURIOSIDADE 3:

A Dendrophylax lindenii é tão famosa que até joias e souvenirs são feitos imitando seu formato.

dendrophylax-lindenii-souvenir

 

CURIOSIDADE 4:

A “orquídea fantasma” também inspirou a criação de um livro que posteriormente virou filme.

O título do livro, lançado no ano 2000, é “O ladrão de orquídeas“, que relata uma história verídica ocorrida na Flórida.

dendrophylax-lindenii-livro

Nesta aventura, o excêntrico John Laroche é processado por invadir uma área indígena em busca da raríssima “orquídea fantasma”.

A escritora Susan Orlean mergulhou, literalmente, no lamacento e muitas vezes perigoso mercado das plantas raras para escrever esta história. Investigou cada passo da vida de Laroche, entrevistou autoridades, contrabandistas, proprietários de hortos, ladrões, andarilhos, e conversou com orquidófilos, que pagam pequenas fortunas por cada nova espécie de orquídea.

O filme “Adaptação”, lançado em 2002, é um roteiro original sobre o livro “O Ladrão de Orquídeas”. Neste filme a própria autora, Susan Orlean, contracena com o renomado ator Nicolas Cage.

dendrophylax-lindenii-filme-1

dendrophylax-lindenii-filme-2

 

Agora deixando as curiosidades de lado…

… trata-se de uma planta de crescimento monopodial, com raízes planas e velamentosas, caule insignificante e efêmeras folhas rudimentares totalmente imperceptíveis. A inflorescência brota diretamente de um nódulo na base de suas raízes. Longas hastes que passam de 20cm, suportando flores magníficas de aproximadamente 8cm de diâmetro.

Sépala dorsal e pétalas de cor verde muito pálido, quase branco, e sepalas laterais e labelo completamente brancos. Assim como o Angraecum sesquipedale, já estudado, a Dendrophylax lindenii também possui um longo nectário na parte de trás do labelo, e tem como principal agente polinizador a mariposa-esfinge (Xanthopan morgani ‘praedicta’).

Nunca vi, toquei ou cheirei esta flor. Mas dizem que ela tem um perfume delicioso que lembra o aroma da maçã verde.

E mesmo sabendo que é praticamente impossível cultivar esta orquídea fora de seu habitat, e sabendo que eu nunca manuseei esta orquídea, arrisco deixar algumas possíveis dicas para quem conseguir a proeza de encontrar esta orquídea:

  • Por não possuir folhas, esta planta possui muitos cloroplastos em suas raízes para a realização da fotossíntese. Portanto, nada de vasos. Utilize placas ou troncos de árvores com a totalidade das raízes expostas.
  • Precisa de muita umidade o dia inteiro. Sugiro colocar uma pequena “cama” de esfagno entre a casca ou tronco de árvore e as raízes da planta.
  • Também precisa de altas temperaturas 24 horas por dia. Aqui fica impossível de sugerir regras. Tudo depende do local onde você mora. Nas regiões sul e sudeste é mandatório o uso de estufas climatizadas.
  • Quanto a sombreamento, o sugerido é algo em torno de 60%.
  • Boa sorte !!!

Floresce no inverno e a floração dura em torno de 15 dias.

Esta orquídea está a beira da extinção em seu habitat natural, e se enumera no apêndice II do CITES (Convention on International Trade in Endangered Species of Wild Fauna and Flora ), estando protegida completamente pelo estado da Flórida e leis federais de proteção ambiental.

Seguem algumas fotos:

dendrophylax-lindenii-0

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

 

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Dendrophylax lindenii

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s