Comparettia macroplectron

 

Hoje vou falar de uma pequena e maravilhosa planta. Uma planta que encanta por sua delicadeza e riqueza de detalhes que só uma boa lupa pode desvendar. Uma orquídea de nome grande e difícil de pronunciar, mas cuja flor e pequena e de cor deslumbrante. Estou falando da Comparettia macroplectron

 

… uma joia colombiana

 

Comparettia (abreviatura: Comp.) é um gênero botânico pertencente à familia Orchidaceae, proposto em 1836 pelo naturalista e zoólogo alemão Eduard Friedrich Poeppig (1798 – 1868), em conjunto com  o botânico, linguista e numismata austríaco Stephan Ladislaus Endlicher (1804 – 1849), na ocasião em que descreveram a espécie “tipo” do gênero, a Comparettia falcata.

Poeppig ficou mundialmente conhecido após sua exploração científica pela América do Sul, ocasião na qual descreveu mais de 4000 espéceis de plantas em terras brasileiras, peruanas e chilenas, e onde descobriu animais até então desconhecidos, como o macaco-barrigudo (Lagothrix poeppigii).

 

Resultado de imagem para Lagothrix poeppigii

Macaco-barrigudo

Foto retirada da internet – Site:
br.pinterest.com/pin/333759022358244324/?lp=true

 

O gênero Poeppigia, pertencente à família Verbenaceae, foi nomeado em sua homenagem, e existem dezenas de plantas que levam seu nome, como Diospyros poeppigianaErythrina poeppigiana, Psychotria poeppigiana e Zamia poeppigiana.

 

Psychotria poeppigiana

Psychotria poeppigiana

Planta pertencente à família Rubiaceae, e que assim como a  Psychotria elata, também é conhecida popularmente pelos seguinte nomes:  “Flor-do-beijo”, “ Flor-de-lábios”, “Lábios-quentes”, e até como “Lábios-de-prostituta”.

Foto retirada da internet – Site:
http://tropical.theferns.info/image.php?id=Psychotria+poeppigiana

 

 

Endlicher se especializou no estudo da flora brasileira. Acompanhou Poeppig em várias expedições e descreveu inúmeras plantas. No seu retorno a Áustria, Endlicher foi nomeado diretor do Jardim Botânico de Viena.

 

Resultado de imagem para Jardim Botânico de Viena

Jardim Botânico de Viena

Foto retirada da internet – Site:
br.depositphotos.com/49687889/stock-photo-botanical-garden-in-schonbrunn-palace.html

 

 

Em sua brilhante carreira Endlicher publicou valiosos trabalhos científicos, com grande destaque por sua participação na elaboração da “Flora Brasiliensis”, publicada em 1840.

 

Comparettia é um pequeno gênero vinculado à subtribo Oncidiinae, composto por apenas 11 espécies de hábito predominantemente epífita e crescimento simpodial, originárias da extensa faixa que se estende desde o sul do México até a região sudeste do Brasil. Em nosso país ocorrem apenas duas espécies, a Comparettia coccínea e a Comparettia paulensis.

 

Comparettia macroplectron ocorrencia GENERO JPG

Comparettia   –   Ocorrência

Imagem retirada da internet – Site:
http://enlaescuelapublica.blogspot.com.br/2014/03/mapa-de-america-latina-con-todos-sus.html

 

 

As plantas deste gênero apreciam regiões de elevada luminosidade e baixa umidade relativa do ar, desenvolvendo-se normalmente em finos galhos de cafeeiros, romãzeiras, laranjeiras, goiabeiras e outras árvores de frutos cítricos, com ampla exposição de suas raízes.

 

O nome do gênero, Comparettia, é uma homenagem de Poeppig e Endlicher ao médico e botânico italiano Andrea Comparetti (1745 – 1801).

 

Andrea comparetti

Andrea Comparetti

Imagem retirada da internet – Site:
it.wikipedia.org/wiki/Andrea_Comparetti

 

 

Graduado em medicina pela Universidade de Pádua, Comparetti desenvolveu brilhantes trabalhos nas áreas de anatomia fisiológica, botânica e fisiologia vegetal.

Apenas por curiosidade, a Universidade de Pádua, localizada na região do Vêneto, nordeste da Itália, é uma das mais antigas e famosas do mundo. Foi fundada em 1222 e nela lecionaram renomadas personalidades como Nicolau Copérnico e Galileu Galilei.

 

Resultado de imagem para Universidade de Pádua

Universidade de Pádua

Foto retirada da internet – Site:
http://www.viajandoparaitalia.com.br/italia-do-norte/veneto/visitar-em-um-dia-em-padua/

 

 

E agora a planta do dia, a simpática Comparettia macroplectron, descrita em 1877 pelo renomado botânico alemão Heinrich Gustav Reichenbach (1823 – 1889) em conjunto com o botânico e médico colombiano José Jerónimo Triana Silva (1828 – 1890).

Como já citado em inúmeras postagens, por sua imensa contribuição para a ciência, provavelmente Reichenbach é o botânico mais importante para a orquidologia, atrás apenas de John Lindley.

Reichenbach identificou, descreveu e classificou mais de mil espécies de orquídeas e, durante sua brilhante carreira, chegou a ser diretor do Jardim Botânico da Universidade de Hamburgo, na Alemanha.

Triana foi um fenomenal botânico que explorou toda a Colômbia em busca de novas plantas, sendo responsável por catalogar mais de 8000 espécies.

 

Resultado de imagem para José Jerónimo Triana Silva

José Jerónimo Triana Silva

Foto retirada da internet – Site:
en.wikipedia.org/wiki/José_Jerónimo_Triana

 

 

Como médico Triana desenvolveu uma linha de produtos farmacêuticos amplamente comercializados em vários países, que inclui ataduras para o trato de calos, pasta de dentes em pó e xaropes para a tosse.

Suas principais obras foram:

  • New genera and species of plants for neogranadina flora – 1855.
  • Colombian flora – 1856.
  • Monograph of the garcinia – 1856.

 

A Cattleya trianae, uma das mais belas orquídeas do planeta, e que é nativa da Cordilheira Oriental colombiana, foi nomeada em sua homenagem.

 

Resultado de imagem para Cattleya trianae

Cattleya trianae

Foto retirada da internet – Site:
www.orquideashop.com.br/cattleyas-especies/cattleya-trianae-tipo-pincelada-x-alba/

 

 

Trata-se de uma planta epífita originária da região central da Colômbia, mais especificamente dos Departamentos de Boyacá, Meta, Casanare e Cundinamarca, onde fica Bogotá, Distrito Capital do país. Normalmente esta linda orquídea pode ser encotrada fixada em galhos de pequenas árvores ou arbustos, em regiões próximas a cursos de água, e sempre em altitudes compreendidas entre 1300 e 2000 metros.

 

Comparetia macroplectron Comobia

Comparettia macroplectron – Ocorrência

Mapa retirado da internet – Site:
http://www.colombiasinpalabras.com/2012/08/mapas-de-colomb

 

 

Macroplectron, o nome desta espécie, é um epíteto latino que significa: “com grandes esporas”, em referência ao formato do  labelo de sua flor.

 

Planta de pequeno porte e crescimento simpodial, com rizoma curto e raízes cobertas com tecido velame. Possui pequenos pseudobulbos monofoliados. As folhas são grandes para o porte da planta, são planas, coriáceas e de formato elíptico, lembrando o formato típico da folha das orquídeas do gênero Lophiaris, mais conhecido aqui na região sul do Brasil.

As inflorescências são estupendas. Longas e finas hastes arqueadas e ramificadas que brotam da axila dos bulbos, podendo chegar a 35cm de comprimento, e suportando entre 4 e 10 flores em sua metade terminal, de diâmetro variando entre 3 e 4cm, e que abrem em sucessão

As flores são muito interessantes em termos morfológicos. Sépala dorsal e pétalas similares, e sépalas laterais fundidas formando um delgado esporão. Um grande labelo trilobado completa com louvor o conjunto. Em termos de cores, branco e rosa claro se mesclam formando uma base para um lindo desenho, formado pela combinação de pintas e estrias de cor rosa escuro. Simplesmente fenomenal. Show de orquídea.

 

A Comparettia macroplectron é parente próxima da Ioniopsis utricularioides, já estudada. Por este fato, sua forma de cultivo é bem similar.

Seguem algumas dicas:

  • Tentando imitar a natureza, sugiro o cultivo desta planta fixada em pequenos galhos de árvores e arbustos, com uma boa exposição de raízes. Vai muito bem em galhos de cafeeiros, romãzeiras, laranjeiras, pitangueiras e, principalmente,  goiabeiras.
  • Se sua opção for cultivo em vaso ou caixeta, então utilize um substrato confeccionado com casca de pinus, carvão vegetal e pedaços de madeira (tocos de galhos, tronquinhos). Não esqueça de deixar uma boa porção de raízes expostas.
  • Cuidado com água acumulada no fundo. O substrato deve ser arejado e drenar a água imediatamente.
  • Sugiro cultivo com 50 a 60% de sombreamento, e temperaturas entre 10 e 35 graus. Proteja esta planta nos dias mais rigorosos do inverno.
  • Pode ser dividida, como a maioria das plantas de crescimento simpodial, cortando o rizoma com o cuidado de deixar pelo menos três ou quatro pseudobulbos em cada parte.
  • Não esqueça de adubar periodicamente.

 

Floresce normalmente no início do outono e sua floração dura aproximadamente 20 dias.

 

A seguir relaciono algumas fotos ilustrativas:

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
http://www.ecuagenera.com/Comparettia-macroplectron/en

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.orchidsforum.com/threads/comparettia-macroplectron.19757/

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/orquideologia/9627422260

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.orchid-nord.com/c_page/comparettia_macroplectron/comp_mac.htm

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.pinterest.com.au/pin/24769866676318941/

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.pinterest.co.uk/pin/346917977516027062/?lp=true

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/kligo/17346436421/

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/semoreno/14003337195

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/kligo/17346439691

 

 

Resultado de imagem para Comparettia macroplectron

Foto retirada da internet – Site:
http://chezviateur.chez.com/Comparettiamacroplectron.htm

 

 

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Este blog é dedicado a pessoas que, como eu, amam e cultivam orquídeas. Meu objetivo com este trabalho é conhecer pessoas, divulgar e trocar informações sobre estas plantas.

É uma atividade amadora e sem fins lucrativos.

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

IMAGES: GOOGLE search

This blog is dedicated to people who, like me, love and cultivate orchids. My goal with this job is meeting people, disseminate and exchange information on these plants.

It’s a non-profit non-professional activity.

If you find any of your images in this blog, and want it to be removed, please send me an email that I’ll do it immediately. Thank you.

 

 

 

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “Comparettia macroplectron

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s