Brasilidium praetextum

 

A motivação para a aula de hoje veio de uma planta premiada agraciada com medalha de ouro e prêmio de “Melhor Oncidinae”, na 111ª exposição de Orquídeas de Curitiba, realizado no período de 6 a 8 de abril de 2018 no Bosque São Cristóvão, no bairro Santa Felicidade, aqui em Curitiba. Trata-se de uma linda orquídea de propriedade do Sr. Josélio Durigan, proprietário do Orquidário Durigan, também localizado na capital paranaense. Uma planta espetacular de longas inflorescências carregadas de flores espetaculares. É o Brasilidium praetextum…

 

… uma pintura da Serra dos Órgãos e da Serra do Japi

 

Brasilidium (abreviatura: Bsd.), é mais um gênero polêmico, como ocorre com quase todas as plantas desmembradas do gênero Oncidium. Este fato já foi comentado anteriormente quando falei de gêneros como Alatiglossum, Baptistonia, Coppensia, entre outros.

E o principal problema está em uma desonesta briga entre taxonomistas brasileiros e ingleses. Obviamente respeito o conhecimento e a tradição da entidade Royal Horticultural Society (RHS), referência mundial no registro de plantas. Porém, em hipótese alguma podemos desmerecer os profundos conhecimentos de pesquisadores brasileiros, muito mais habituados ao convívio com os biomas brasileiros e ao estudo das orquídeas de nosso país.

 

The Royal Horticultural Society needs your help!

Royal Horticultural Society (RHS) – logotipo

Imagem retirada da internet – Site:
http://www.ironactongardencentre.co.uk/news/442/the-royal-horticultural-society-needs-your-help

 

 

Em 2006 a RHS transferiu inúmeras plantas brasileiras do gênero Oncidium para o gênero Gomesa, não levando em consideração os aspectos morfológicos das mesmas. Um grave erro.

Descontentes, renomados orquidólogos brasileiros como Vitorino Paiva Castro Neto, Marcos Antonio Campacci e Erwin Bohnke, resolveram criar uma nomenclatura diferente para estas plantas, e é esta linha que sigo e seguirei.

E, para quem gosta do assunto, reitero sugestão apresentada anteriormente de aquisição do volume 5 da coleção “Orquídeas da Natureza– Coleção “Rubi”, da Editora Europa, cujo tema é justamente as plantas conhecidas como “chuva-de-ouro”. Aliás, recomendo toda a coleção. Livros de alta qualidade gráfica, com conteúdo espetacular sobre orquídeas e com preço muito acessível.

 

“Orquídeas da Natureza” – Coleção “Rubi”

Imagem retirada da internet – Site:
http://www.europanet.com.br/colecoes/orquideas/

 

 

O gênero Brasilidium é composto por 10 espécies anteriormente vinculadas à seção “crispa” de Oncidium.

O nome deste gênero combina o nome do país de origem das espécies deste gênero, o Brasil, com a terminação do nome do gênero anterior, Oncidium. Ou seja, uma tradução coerente seria “Oncidium do Brasil”.

 

E agora a planta do dia, o Brasilidium praetextum, descrito em 1873 pelo renomado botânico e orquidólogo alemão Heinrich Gustav Reichenbach (1823 – 1889).

 

Reichenbach, Heinrich Gustav (1823-1889). German botanist, especially orchidologist, professor of botany and director of the botanical garden Hamburg. From: Revue de l’horticulture belge et étrangère by Frédéric Burvenich, Oswald de Kerchove de Denterchem, Édouard Pynaert, Émile Rodigas, Émile Rodigas, August van Geert & H.J. van Hulle (editors).

Heinrich Gustav Reichenbach

Foto retirada da internet – Site:
http://www.meemelink.com/portraits_pages/19433.Reichenbach.htm

 

 

Muitos acreditam ser Reichenbach o botânico mais importante para a orquidologia, atrás apenas de John Lindley.

 

Reichenbach identificou, descreveu e classificou mais de mil espécies de orquídeas e, durante sua brilhante carreira, chegou a ser diretor do Jardim Botânico da Universidade de Hamburgo, na Alemanha.

 

Resultado de imagem para hamburg botanical garden

Jardim Botânico da Universidade de Hamburgo

Foto retirada da internet – Site:
http://www.lakeflatodogrun.com/inspirations/hamburg/

 

 

É comum confundir seu trabalho com o de seu pai, que também foi um renomado botânico. Para facilitar a correta interpretação, em taxonomia geralmente aparece referenciado como Rchb. f., onde f = filius (filho), enquanto que os trabalhos de seu pai aparecem abreviados como Rchb.

 

Em fevereiro de 2006, o botânico Marcos Antonio Campacci, um dos mais renomados orquidólogos de nosso país, transferiu esta planta de Oncidium para Brasilidium.

Campacci, um brilhante pesquisador e taxonomista reconhecido mundialmente por seus trabalhos, dentre os quais se destacam suas participações nas obras: “Coletânea de Orquídeas Brasileiras”, e a “Enciclopedia Fotográfica de Orquídeas Brasileiras”.

 

 

Um dos volumes de  “Coletânea de Orquídeas Brasileiras”

Imagem retirada da internet – Site:
http://mundodasmontanhas.blogspot.com.br/2014/03/mais-especies-de-orquideas.html

 

 

Em termos etimológicos, existem diversas teorias sobre o nome desta espécie. Praetextum é uma palavra originária do latim, e cujos significados podem ser “pretexto”, “desculpa”, ou “adorno”, “ornamento”. Ainda, pode ser que a origem desta palavra derive de praetexta, também do latim, e cujo significado é “toga” (vestimenta típica de povos romanos).

 

Toga

Imagem retirada da internet – Site:
http://imperioromanodexaviervalderas.blogspot.com/2014/09/sencilla-forma-de-ponerse-la-toga-romana.html

 

 

Embora a cor predominante nas flores desta espécie seja o marrom, o Brasilidium pratextum é mais uma das tantas orquídeas conhecidas como “chuva-de-ouro”.

Sinonímia: Anettea praetexta; Oncidium praetextum; Gomesa praetexta e  Oncidium enderianum.

Esta planta é originária da Mata Atlântica compreendida entre a região sul da Bahia até a região norte do Rio Grande do Sul, e pode ser encontrada vegetando de forma epífita, fixada em árvores de matas úmidas localizadas em altitudes que variam desde 600 até 1900 metros.

 

Brasilidium praetextum-ocorrencia JPG

Brasilidium praetextum  –  Ocorrência

Imagem retirada da internet – Site:
http://euvimteajudar.blogspot.com.br/2016/08/27-bandeiras-dos-estados-brasileiros.html

 

 

Alguns dos principais redutos desta maravilhosa orquídea ficam no Parque Nacional da Serra dos Órgãos e na Serra do Japi.

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos está localizado na Serra do Mar da região serrana do Rio de Janeiro, entre os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim. É uma Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral, subordinada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

 

 

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)

Imagem retirada da internet – Site:
http://kesteredambiental.blogspot.com.br/2011/04/dadoas-icmbio.html

 

 

Criado em 1939, este parque tem a maior rede de trilhas do Brasil, e é ponto turístico para os adeptos de escaladas. Destaques para as montanhas Dedo de Deus, cartão postal do Rio, e Agulha do Diabo, considerada por especialistas como uma das 15 melhores escaladas em rocha do mundo.

 

Resultado de imagem para Montanha Dedo de Deus

Montanha Dedo de Deus

Foto retirada da internet – Site:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dedo_de_Deus

 

 

Localizada entre os municípios de Jundiaí, Cabreúva, Pirapora do Bom Jesus e Cajamar, a Serra do Japi estende-se por um total de 350 Km². Desse total uma área de 191,7 km² foi tombada pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo).

Trata-se de uma maravilhosa reserva natural, riquíssima em termos de fauna e flora, e que atualmente é considerada “Reserva da Biosfera da Mata Atlântica” pela UNESCO.

 

Brasilidium praetextum-serra do Japi-JPG

Serra do Japi – Localização

Imagem retirada da internet – Site:
https://serradojapi.jundiai.sp.gov.br/institucional/

 

 

Felizmente o Brasilidium praetextum ainda não corre riscos de extinção. Por possuir uma extensa área de ocorrência, esta planta atualmente é classificada pela International Union for Conservation of Nature and Natural Resources (IUCN), ou em português, União Internacional para Conservação da Natureza” (UICN), como LC (Least Concern), cujá tradução é “pouco preocupante”. Este grupo inclui plantas que, com certeza, em um futuro bem próximo serão incluídas numa das categorias de ameaça.

 

Resultado de imagem para iucn

 

Logotipo IUCN

Imagem retirada da internet – Site:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Uni%C3%A3o_Internacional_para_a_Conserva%C3%A7%C3%A3o_da_Natureza

 

 

Apenas como curiosidade segue lista completa das classificações da IUCN:

 

 

  • LC (Least Concern) – pouco preocupante
  • NT (Near Threatened) – Perto de estar ameaçada
  • VU (Vulnerable) – Vulnerável
  • EN (Endangered) – Em perigo
  • CR (Critically Endangered) – Criticamente em Perigo
  • EW (Extinct in the Wild) – Extinta na natureza
  • EX (Extinct ) – Extinta

 

Fonte de pesquisa – Site:
http://www.oeco.org.br/dicionario-ambiental/27904-entenda-a-classificacao-da-lista-vermelha-da-iucn/

 

 

Pelo formato da planta e das flores, o Brasilidium praetextum frequentemente é confundido com o Brasilidium crispum e com o Brasilidium gardneri, sendo a diferenciação feita principalmente pelo formato dos labelos destas orquídeas.

Trata-se de uma planta de crescimento simpodial e médio porte. Possui rizoma robusto com raízes velamentosas e pseudobulbos distribuídos de forma espaçada. Estes bulbos apresentam formato ovoide e são levemente achatados lateralmente. Inicialmente são lisos, tornando-se enrugados quando velhos. Em termos dimensionais podem chegar a 13cm de comprimento por 6,5cm de diâmetro.

Normalmente estes bulbos são bifoliados, podendo ocorrer casos com três folhas. Estas são longas, estreitas, lanceoladas e coriáceas, podendo chegar a 18cm de comprimento por 5cm de largura.

A inflorescência é muito chamativa. Da base do pseudobulbo maduro emerge uma longa haste flexível e ramificada que pode chegar a mais de um metro de comprimento, suportando até 80 flores de aproximadamente 5,5cm de diâmetro.

Estas lindas e perfumadas flores possuem pétalas mais largas do que as sépalas, e ambas com a predominância de uma cor marrom castanho, podendo ter margens amarelas. O labelo é grande e nele o mesmo marrom contrasta com um lindo tom de amarelo. Todas estas estruturas florais possuem a orla ondulada. Um show.

 

A seguir relaciono algumas dicas para cultivo:

  • Sugiro cultivar o Brasilidium praetextum fixado em troncos ou cascas de árvores, e com muitas raízes expostas. Esta planta precisa de grande aeração nas raízes.
  • Se sua opção for cultivo em vaso ou caixeta, então utilize um substrato confeccionado com partes iguais de casca de pinus, carvão vegetal e pedra brita miúda.
  • Cuidado com água acumulada no fundo. O substrato deve ser arejado e drenar a água imediatamente. Qualquer acúmulo de água pode ocasionar o apodrecimento dos pseudobulbos.
  • Procure cultivar esta orquídea em local com boa ventilação.
  • Pode ser dividida como quase todas as orquídeas de crescimento simpodial, cortando o rizoma e deixando pelo menos 3 bulbos em cada parte da divisão.
  • Recomendo cultivo com 50% de sombreamento e temperaturas entre 10 e 35 graus.
  • Não esqueça de adubar periodicamente.

 

Aqui no sul floresce normalmente no começo do outono, e a floração dura em torno de 30 dias.

A seguir relaciono algumas fotos desta orquídea:

 

 

KODAK Digital Still Camera

Brasilidium praetextum

Proprietário: Josélio Durigan  (Orquidário Durigan – Curitiba/PR)

Planta agraciada com medalha de ouro e prêmio de “Melhor Oncidinae”, na 111ª exposição de Orquídeas de Curitiba, realizado no período de 6 a 8 de abril de 2018 no Bosque São Cristóvão, em Santa Felicidade.

Créditos fotográficos:  Juan Pablo Heller

 

 

 

KODAK Digital Still Camera

Brasilidium praetextum

Proprietário: Josélio Durigan  (Orquidário Durigan – Curitiba/PR)

Planta agraciada com medalha de ouro e prêmio de “Melhor Oncidinae”, na 111ª exposição de Orquídeas de Curitiba, realizado no período de 6 a 8 de abril de 2018 no Bosque São Cristóvão, em Santa Felicidade.

Créditos fotográficos:  Juan Pablo Heller

 

 

 

E agora mais algumas fotos, estas retiradas da internet.

 

 

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/luizfilipevarella/5472902280/

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
http://picssr.com/tags/brasilidium/interesting/page2

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/luizfilipevarella/6812860815/

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
www.evepla.com/BR/São-Paulo/817987381648992/Sociedade-Bandeirante-de-Orquídeas

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/luizfilipevarella/6812860815/

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
http://picssr.com/tags/esp%C3%A9cies/interesting/page34

 

 

Resultado de imagem para Brasilidium praetextum

Foto retirada da internet – Site:
www.flickr.com/photos/luizfilipevarella/6774062402

 

 

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Este blog é dedicado a pessoas que, como eu, amam e cultivam orquídeas. Meu objetivo com este trabalho é conhecer pessoas, divulgar e trocar informações sobre estas plantas.

É uma atividade amadora e sem fins lucrativos.

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

IMAGES: GOOGLE search

This blog is dedicated to people who, like me, love and cultivate orchids. My goal with this job is meeting people, disseminate and exchange information on these plants.

It’s a non-profit non-professional activity.

If you find any of your images in this blog, and want it to be removed, please send me an email that I’ll do it immediately. Thank you.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Brasilidium praetextum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s