Dendrobium polysema

 

Hoje é 13 de agosto de 2017, Dia dos Pais. E nada mais justo que começar esta postagem enviando um grande e carinhoso abraço a todos os pais que frequentam este blog e a todos os pais do mundo, em especial ao meu, que lamentavelmente se foi no ano passado. Que saudades paizão…

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

Agora ao trabalho.

Novamente aproveito a floração de uma planta de minha coleção como inspiração para a aula do dia.

Hoje vou falar do Dendrobium polysema. Uma planta de flores com sépalas peludas mas delicadas, de pétalas retorcidas mas charmosas, de labelo disforme mas hipnotizante. Enfim… uma planta monstruosamente linda. Um show de orquídea.

 

Imagem relacionada

Gif retirado da internet - Site:
plus.google.com/+JardelGuedes/posts/fsdpmUV3t6j

 

 

A Bela ou a Fera

 

Dendrobium é um dos gêneros mais difundidos, cultivados e comercializados da família Orchidaceae.

 O nome deste gênero  deriva da união de duas palavras gregas: dendron, que significa “árvore”, e bios, que significa “vida”; referindo-se à maneira como vivem a maioria das espécies deste gênero, ou seja, a sua natureza epífita.

 A maioria das espécies de Dendrobium são originárias do sudeste Asiático, e da Oceania.

 O primeiro nome utilizado para as espécies deste gênero foi Callista, proposto em 1790 pelo jesuíta, missionário, paleontologista, médico e botânico português João de Loureiro (1710 – 1791). Nove anos depois, em 1799, o renomado botânico sueco Olof Peter Swartz (1760 – 1818, sugeriu o nome Dendrobium. Olof foi o primeiro botânico especializado em  orquídeas, e descreveu vários gêneros, como Oncidium, Stelis, Lephante, Malaxis, Cranichis e Vanilla.

 Este gênero já foi um dos maiores da família Orchidaceae, com mais de 1200 variedades.  Porém, em 2002 os botânicos australianos Mark A. Clements e David Lloyd Jones publicaram uma revisão completa deste gênero. Assim, apenas 450 espécies permaneceram em Dendrobium, e as plantas restantes foram repartidas nos seguintes gêneros: Abaxianthus, Anisopetala, Aporum, Australorchis, Bolbidium, Bouletia, Cadetia, Callista, Cannaeorchis, Cepobaculum, Ceraia, Ceratobium, Chromatotriccum, Coelandria, Conostalix, Davejonesia, Dendrobates, Dichopus, Diplocaulobium, Distichorchis, Dockrillia, Durabaculum, Eleutheroglossum, Eriopexis, Euphlebium, Eurycaulis, Exochanthus, Flickingeria, Grastidium, Herpethophytum, Ichthyostomum, Inobulbum, Kinetochilus, Leioanthum, Maccraithea, Microphytanthe, Monanthos, Oxyglossellum, Pedilonum, Sarcocadetia, Sayeria, Stelbophyllum, Tetrabaculum, Tetrodon, Thelychiton, Thicuania, Trachyrhizum, Tropilis, Vappodes, e Winika.

 Agora vamos ao estudo da orquídea do dia. Mais uma das tantas maravilhas das espécies deste gênero. O espetacular Dendrobium polysema, uma orquídea exótica e encantadora.

 O nome desta espécie deriva do grego: poly, que significa “muito”, e sema, que significa “marca”, em referência à grande quantidade de manchas existentes em todas as estruturas florais desta orquídea.

 Esta planta foi descrita em 1834 pelo médico e botânico francês Achille Richard (1794 – 1852), com o nome de Dendrobium macrophyllum.

Resultado de imagem para Achille Richard

Achille Richard

Imagem retirada da internet - Site:
https://en.wikipedia.org/wiki/Achille_Richard

 

Porém, o nome como esta orquídea é conhecida atualmente, Dendrobium polysema, foi dado em 1906 pelo botânico e taxonomista alemão Friedrich Richard Rudolf Schlechter (1872 – 1925). Schlechter é autor de inúmeros trabalhos sobre orquídeas, e realizou diversas expedições por todos os continentes em busca de novas plantas. Atualmente existem perto de mil orquídeas propostas por ele.

Existe ainda uma nomenclatura mais recente, feita em 1983 pelo botânico alemão Stephan Rauschert (1931–1986), que classifica esta orquídea como Sayeria polysema. Este novo gênero é composto de aproximadamente 10 espécies desmembradas do gênero Dendrobium, e foi criado para agrupar as plantas caracterizadas por apresentarem pilosidades (“pelos”) nos botões florais.

Como no momento existe muita discussão sobre este gênero, e Sayeria é pouco conhecido no meio da orquidolfilia, optei por manter o nome Dendrobium polysema para esta postagem.

Sinonímia: Dendrobium macrophyllum; Dendrobium polysema var. pallidum; Dendrobium pulchrum; Dendrobium stenopterum; Callista macrophylla; Latourea macrophylla; Latourorchis macrophylla; Sayeria macrophylla; Callista gordonii; Callista veitchiana; Dendrobium brachythecum; Dendrobium ferox; Dendrobium gordonii; Dendrobium lucae; Dendrobium musciferum; Dendrobium psyche; Dendrobium sarcostemma; Dendrobium ternatense; Dendrobium tomohonense; Dendrobium veitchianum; Latourea muscifera; Latourorchis muscifera; Sayeria muscifera; Sayeria polysema e Sayeria psyche.

Trata-se de uma planta originária de Nova Guiné e diversas outras ilhas do Pacífico, tais como Salomão, Santa Cruz, Loyautés, New Caledonia, Vanuatu, Louisíades e Bouganville, onde vegeta de forma epífita em florestas primárias, nebulosas e úmidas localizadas entre o nível do mar e 1800 metros de altitude.

 Resultado de imagem para Nova Guiné Salomão, Santa Cruz, Vanuatu e Bouganville

Dendrobium polysema – Ocorrência

Mapa retirado da internet - Site:
http://mikamienvironmentalblog.blogspot.com.br/2010/08/introducao-ao-meio-ambienteenvironmenta_03.html

 

Planta de médio porte e crescimento simpodial, com rizoma compacto e raízes velamentosas, suportando grossos pseudobulbos bifoliados, raramente com 3 ou 4 folhas, e de formato fusiforme, que podem chegar a 20cm. As folhas são finas, largas e de formato oval.

As hastes florais são ramificadas e eretas, podendo chegar a 30cm de comprimento. Brotam do ápice dos pseudobulbos e suportam entre 10 e 30 magníficas flores em sua metade terminal.

Estas flores tem normalmente entre 4,0 e  5,0cm de diâmetro, e são levemente perfumadas com uma deliciosa fragrância adocicada.

Agora a parte mais complicada… definir formas e cores destas flores.

As sépalas e o ovário destas flores possuem uma densa pilosidade, e as pétalas são fortemente retorcidas. Em ambas predomina a cor verde com muitas máculas de cor marrom-avermelhada.

Mais uma característica interessante desta planta, é que a parte de trás destas estruturas florais é bem mais colorida que a parte frontal, assim como relatado quando falei recentemente da BC. Maikai.

O labelo também tem formato exótico, com laterais dobradas em direção ao centro da flor. Nesta estrutura, além das cores citadas, o branco aparece contrastando com listras vermelhas, completando a pintura. Um espetáculo !!!

Floresce normalmente no inverno e sua floração dura em torno de 30 dias. É comum uma segunda floração no decorrer do ano.

Seguem algumas dicas de cultivo:

  • Sugiro cultivar o Dendrobium polysema fixado em troncos ou cascas de árvores, e com muitas raízes expostas.
  • Se sua opção for cultivo em vaso ou caixeta, então utilize um substrato confeccionado com partes iguais de casca de pinus, carvão vegetal e esfagno.
  • Cuidado com água acumulada no fundo. O substrato deve ser arejado e drenar a água imediatamente.
  • Sugiro cultivo com 50% de sombreamento e temperaturas entre 5 e 35 graus, diminuindo o volume das regas no inverno.

A seguir mostro algumas fotos:

 

IMG_20170715_142053569

Dendrobium polysema – Detalhes do botão floral (destaque para a pilosidade).

Planta de minha coleção

Foto:  Juan Pablo Heller

 

IMG_20170801_151417453

Dendrobium polysema – Detalhes da planta

Planta de minha coleção

Foto:  Juan Pablo Heller

 

IMG_20170801_151400050

Dendrobium polysema – Detalhes das flores, já abertas.

Planta de minha coleção

Foto:  Juan Pablo Heller

 

 

Agora mais algumas fotos retiradas da internet:

 

 

aaa

Foto retirada da internet - Site:
http://orquideasexoticas.com.br/productlist_sub.asp?cat=Dendrobium%20&subcat=Dendrobium%20polysema

Resultado de imagem para Dendrobium polysema

Foto retirada da internet - Site:
http://www.orchid-nord.com/d_page/Dendrobium_polysema/dend_pol6.htm

Resultado de imagem para Dendrobium polysema

Foto retirada da internet - Site:
http://bluenanta.com/natural/58751/species_detail/

Resultado de imagem para Dendrobium polysema

Foto retirada da internet - Site:
http://sorocabaorquideas.com.br/dendrobium-polysema

Resultado de imagem para Dendrobium polysema

Foto retirada da internet - Site:
http://bluenanta.com/natural/58751/species_detail/

 

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Este blog é dedicado a pessoas que, como eu, amam e cultivam orquídeas. Meu objetivo com este trabalho é conhecer pessoas, divulgar e trocar informações sobre estas plantas.

É uma atividade amadora e sem fins lucrativos.

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

IMAGES: GOOGLE search

This blog is dedicated to people who, like me, love and cultivate orchids. My goal with this job is meeting people, disseminate and exchange information on these plants.

It’s a non-profit non-professional activity.

If you find any of your images in this blog, and want it to be removed, please send me an email that I’ll do it immediately. Thank you.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “Dendrobium polysema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s