Phragmipedium caudatum

 

Para os admiradores das orquídeas conhecidas popularmente por “sapatinhos”, hoje vou falar de uma planta maravilhosa pertencente a um gênero fascinante. É o gênero Phragmipedium.

Aliás, estes “sapatinhos” são plantas pertencentes à família Orchidaceae, e estão agrupados na subfamília Cypripedioideae, composta por 5 gêneros e aproximadamente 130 espécies, que habitam regiões temperadas do mundo, principalmente da Ásia, e com algumas poucas na América tropical. Estes gêneros são:

  • Cypripedium
  • Mexipedium
  • Paphiopedilum
  • Phragmipedium
  • Selenipedium

Resultado de imagem para Cypripedioideae

Cypripedioideae  –  Ocorrência

Desenho retirado da internet - Site:
http://www.wikiwand.com/en/Cypripedioideae

 

O curioso formato destas plantas é caracterizado por um labelo que se assemelha a uma taça ou saco, com uma sépala dorsal proeminente e com as sépalas laterais parcial ou totalmente fundidas (sinsépalas).

Phragmipedium é um gênero composto por aproximadamente 30 espécies, todas originárias da vasta área que se estende desde o sul do México até o sudeste brasileiro, e que foram desmembradas do gênero Paphiopedilum, de plantas nativas da Ásia Tropical.

Este gênero distingue-se dos outros quatro desta subfamília por apresentar flores decíduas, ou seja, que caem depois de murchas. A medida que as flores perecem, os botões superiores da haste vão abrindo em sucessão. É difícil encontrar uma inflorescência com mais de duas flores abertas simultaneamente.

O nome deste gênero deriva do grego: phragma, que significa “divisão”, e pedilon, que significa “chinelo”, “sandália”, em referência às divisões internas de seu fruto e ao formato do labelo de suas flores.

São todas plantas de crescimento simpodial e habitat predominantemente terrestre ou humícola, com algumas poucas adaptações epífitas ou rupícolas.

Infelizmente todas as espécies de Phragmipedium estão classificadas pelo CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção), como plantas com alto risco de extinção. Encontrar estas orquídeas em seu habitat é uma tarefa difícil e fadada ao fracasso. Os exemplares que encontramos em orquidários e lojas do ramo, são fruto de reprodução em laboratório.

Agora a planta do dia. Uma das mais incríveis orquídeas que conheço. Cativante e exótica, não poderia deixar de ser uma de minhas grandes paixões. É o Phragmipedium caudatum.

Esta espécie, que é a planta tipo do gênero, foi descrita pelo renomado botânico inglês Robert Allen Rolfe (1855 – 1921), em meados de 1896. Rolfe foi o primeiro curador do herbário do Royal Botanic Gardens of Kew, fundou a revista “The Orchid Review” e publicou muitos artigos sobre orquídeas.

É uma planta de habitat predominantemente terrestre originária do sul do México, América Central, Colômbia, Venezuela, Equador e Peru, onde vegeta em matas úmidas localizadas entre 1000 e 2500 metros de altitude.

O nome da espécie deriva do latim: caudatus, que significa “com cauda”, em uma óbvia referência a suas longas pétalas.

Sinonímia: Cypripedium caudatum; Cypripedium elatum; Paphiopedilum caudatum; Phragmipedium humboldtii; Phragmopedilum caudatum; Phragmipedium caudatum f. albertianum; Selenipedium caudatum; Selenipedium caudatum var. albertianum e Uropedium lindenii.

Planta de pequeno porte e muito ornamental, mesmo quando desprovida de flores. Como todas as plantas de crescimento monopodial, esta também não possui pseudobulbos. Um imperceptível caule com raízes carnosas e delicadas coberto por folhas lanceoladas alternadas.

A inflorescência é terminal em hastes de até 60cm, suportando flores de aproximadamente 5cm de diâmetro (sem contar as pétalas), e com as características pétalas onduladas que podem chegar a 80cm de comprimento. Sépala dorsal, sinsépalas e labelo de cor predominantemente verde claro, com sépalas de cor marrom avermelhado. Um espetáculo.

Alguns orquidólogos afirmam que esta é maior de todas as orquídeas do planeta, por incluir as longas pétalas no círculo virtual circunscrito a esta flor. E eu concordo com eles.

Existem ainda algumas variações desta orquídea, como o Phragmipedium caudatum var. giganteum e o Phragmipedium caudatum var. sanderae, que variam as tonalidades das referidas cores.

Seguem algumas recomendações para cultivo:

  • Recomendo o uso de vasos de plásticos fundos, como os utilizados com orquídeas do gênero Cymbidium, e com substrato rico em matéria orgânica. Uma opção seria um composto utilizando húmus, turfa, areia grossa, casca de pinus, pedra brita e carvão vegetal.
  • Regar diariamente nas estações quentes, e com significativa redução no inverno.
  • O Phragmipedium caudatum precisa de boa sombra e muito calor. Recomendo cultivo em lugares com 60% de sombreamento, e temperaturas entre 10 e 40 graus. Nunca exponha esta orquídea a sol pleno e tente protegê-la nos dias mais frios.
  • Ainda, esta planta é sensível à qualidade da água, que não deve apresentar muitos sais dissolvidos em sua composição. Não utilize vasos de barro, que retem muitos sais, e troque o substrato anualmente. Se possível, utilize água coletada da chuva para as regas.

Floresce no verão e sua floração dura entre 20 e 30 dias.

A seguir mostro algumas imagens desta estupenda orquídea:

Resultado de imagem para Phragmipedium caudatum

Foto retirada da internet - Site:
br.pinterest.com/afuchs2000/orchids/

Resultado de imagem para Phragmipedium caudatum

Foto retirada da internet - Site:
http://www.rv-orchidworks.com/orchidtalk/photography-archive-1/195-phragmipedium-caudatum-first-bloom.html

Resultado de imagem para Phragmipedium caudatum

Foto retirada da internet - Site:
http://www.orchidphotos.org/orchids/POE/poea2002-8.html

Resultado de imagem para Phragmipedium caudatum

Foto retirada da internet - Site:
http://bluenanta.com/natural/152870/species_detail/

Resultado de imagem para Phragmipedium caudatum

Foto retirada da internet - Site:
http://www.oscov.asn.au/Oyear/year16.html

Resultado de imagem para Phragmipedium caudatum

Foto retirada da internet - Site:
https://zoom50.wordpress.com/2012/02/16/zapatillanew-world-ladys-slipperphragmipedium-caudatum-2/

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Este blog é dedicado a pessoas que, como eu, amam e cultivam orquídeas. Meu objetivo com este trabalho é conhecer pessoas, divulgar e trocar informações sobre estas plantas.

É uma atividade amadora e sem fins lucrativos.

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

IMAGES: GOOGLE search

This blog is dedicated to people who, like me, love and cultivate orchids. My goal with this job is meeting people, disseminate and exchange information on these plants.

It’s a non-profit non-professional activity.

If you find any of your images in this blog, and want it to be removed, please send me an email that I’ll do it immediately. Thank you.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s