Laelia anceps

Laelia é um nome próprio romano. Acredita-se que o nome deste gênero seja uma alusão à uma das Virgem Vestais (sacerdotisas que cultuavam a deusa romana Vesta).

Resultado de imagem para sacerdotisas deusa vesta

Este gênero foi descrito em 1831 pelo botânico inglês John Lindley (1799 – 1865).

O gênero Laelia é estreitamente relacionado com o gênero Cattleya. Não só em termos de beleza e procura, mas também pelos aspectos morfológicos. A diferença principal entre estes gêneros é que a Laelia têm oito polínias em cada flor, e a Cattleya apenas quatro.

Este gênero da família Orchidaceae já teve aproximadamente 70 espécies. Porém, as constantes mudanças de nomenclaturas bagunçaram totalmente este grupo. E isto atinge principalmente às Laelias brasileiras, que passaram a ser classificadas como Hadrolaelia, Brasilaelia, Microlaelia, Dungsia e Hoffmannseggella. Atualmente restam apenas 20 plantas subordinadas ao gênero Laelia.

São plantas de crescimento simpodial originárias do México, América Central e América do Sul, que habitam nos mais diversos biomas, normalmente “agarradas” a grandes árvores, de forma epífita, e ocasionalmente fixadas em pedras, de forma rupícola.

Agora a planta do dia… a magnífica Laelia anceps. Uma das orquídeas que mais aprecio. Esta planta também foi descrita por John Lindley. Foi em 1835.

Esta planta, pobrezinha, já mudou de nome um monte de vezes. Anteriormente foi classificada como Amalia anceps; Amalias anceps; Bletia anceps; Bletia anceps var. barkeriana; Cattleya anceps; Laelia anceps f. alba; Laelia anceps f. chilapensis; Laelia anceps f. dawsonii; Laelia anceps subsp. dawsonii; Laelia anceps subsp. hallydayana; Laelia anceps subsp. sanderiana; Laelia anceps subsp. schroederiana; Laelia anceps var. alba; Laelia anceps f. chilapensis; Laelia anceps var. amesiana; Laelia anceps var. ashworthiana; Laelia anceps var. ballantineana; Laelia anceps var. barkeriana; Laelia anceps var. blanda; Laelia anceps var. chamberlainiana; Laelia anceps var. crawshayana; Laelia anceps var. delicata; Laelia anceps var. grandiflora; Laelia anceps var. hilliana; Laelia anceps var. hollydayana;Laelia anceps var. holocheila; Laelia anceps var. hyeana; Laelia anceps var. kienastiana; Laelia anceps var. leucosticta; Laelia anceps var. lineata; Laelia anceps var. Morada; Laelia anceps var. munda; Laelia anceps var. obscura; Laelia anceps var. oweniana; Laelia anceps var. percivaliana; Laelia anceps var. protheroana; Laelia anceps var. radians; Laelia anceps var. roeblingeana; Laelia anceps var. sanderiana; Laelia anceps var. schroederiana; Laelia anceps var. scottiana; Laelia anceps var. simondsii; Laelia anceps var. stella; Laelia anceps var. superba; Laelia anceps var. vestalis; Laelia anceps var. virginalis; Laelia anceps var. waddoniensis; Laelia anceps var. williamsii e Laelia barkeriana. Só isso !!!

Esta planta é muito cultivada no hemisfério norte. Em termos de popularidade, a Laelia anceps, na América do norte, pode ser comparada a Brasilaelia purpurata (recentemente apresentada neste blog), no Brasil.

É originária do México, Guatemala e Honduras, onde vegeta de forma epífita em altitudes entre 1000 e 1.600 metros.

laelia-anceps-mapa

O principal reduto da Laelia Anceps é o México, onde é conhecida de várias formas nas diversas regiões do país:  “flor de San Miguel”, “calaveritas”, “huichila”, “vara de San Diego” e “flor de Todos los Santos”.
Resultado de imagem para mexico gif animado

No México, ainda, Esta planta está dividida em duas subespécies:

  • Laelia anceps subsp. anceps: na vertente oriental da Sierra Madre, voltada para o lado do Golfo do México.
  • Laelia anceps subsp. dawsonii: ocorre na vertente ocidental da Sierra Madre, voltada para o Oceano Pacífico. Infelizmente, as plantas desta subespécies correm sério risco de extinção em seu habitat.

No mapa abaixo exemplifico esta distribuição.

laelia-anceps-foto-distrib

 

Trata-se de uma planta com rizoma robusto e raízes velamentosas. Os pseudobulbos são de formato elíptico e levemente achatados, suportando uma única folha grossa, lanceolada e coriácea. A inflorescência é simplesmente espetacular. Uma longa haste que pode chegar a 1,5 metro de comprimento, suportando de 2 a 6 estupendas flores grandes, vistosas e perfumadas, que tem em média 10cm de diâmetro.

Quanto a cor, esta planta apresenta uma ampla variedade de exemplares. A flor pode ser alba, semi-alba, rosea, coerulea, coerulescens, entre outros. Agora vou tentar descrever a coloração da flor “tipo” desta planta: sépalas de cor rosa claro, pétalas  de tonalidade mais intensa de rosa, e labelo mesclando bordô, rosa e amarelo, e com estrias vermelhas no centro. UFA !!!

O clima nas regiões do México onde a Laelia anceps vegeta, é se­melhante ao clima dos estados do Sul do Brasil, com o verão quente e chu­voso e inverno frio e seco na maior parte do tempo. Inclusive, no inverno esta planta é frequentemente submetida a temperaturas abaixo de zero. Isto explica a facili­dade de cultivo desta espécie na região Sul do Brasil.

Seguem algumas dicas para cultivo:

  • O meu exemplar desta planta cultivo fixada em uma casca de Peroba. Porém, também se desenvolve muito bem em caixetas de madeira, utilizando substrato confeccionado com partes iguais de casca de pinus, carvão vegetal e pedra brita.
  • Não deixe as raízes encharcadas. Esta planta gosta e precisa de bastante umidade, mas sempre com boa drenagem da água.
  • Suporta temperaturas entre -5 e 35 graus, e aprecia uma boa luminosidade. Sugiro sombreamento entre 40 e 50%.
  • Durante o inverno, após floração, as regas devem ser reduzidas assim como a adubação até nova brotação.

Floresce no inverno e cada floração dura em torno de 30 dias.

Não é uma planta barata e tampouco fácil de encontrar. Porém, se achar, não vacile. Vale a pena.

Seguem algumas imagens ilustrativas:

laelia-anceps-1

laelia-anceps-2

laelia-anceps-3

laelia-anceps-4

laelia-anceps-5

laelia-anceps-6

laelia-anceps-7

laelia-anceps-8

laelia-anceps-9

Laelia anceps “tipo”

laelia-anceps-var-alba-1

laelia-anceps-var-alba-2

laelia-anceps-var-alba-3

Laelia anceps var. alba

laelia-anceps-var-coerulea-1

laelia-anceps-var-coerulea-2

laelia-anceps-var-coerulea-3

Laelia anceps var. coerulea

laelia-anceps-var-semi-alba-1

laelia-anceps-var-semi-alba-2

laelia-anceps-var-semi-alba-3

Laelia anceps var. semi-alba

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Laelia anceps

    • Oi Suely. Infelizmente não. É difícil de encontrar e cara. Aqui em Curitiba não conheço ninguém que tenha. Eu tenho um único exemplar de Laelia anceps var. coerulea, mas a planta é pequena. Não posso dividir.Tente verificar na internet. Boa sorte.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s