Diplocaulobium tentaculatum

 

Diplocaulobium é um gênero da família Orchidaceae, composto por aproximadamente 100 espécies que foram desmembradas do gênero Dendrobium.

São todas plantas de crescimento simpodial e de hábito predominantemente epífita, podendo ocasionalmente ser encontradas vegetando de forma rupícola. São originárias de florestas primárias da Malásia, Filipinas e Oceania.

O nome deste gênero deriva da união de três palavras gregas: diplos, que significa “duplo“, kaulós, que significa “tronco“, “caule“, e bios, que significa “vida”, numa referência aos dois tipos de pseudobulbos deste gênero.

Hoje vou falar do impressionante e magnífico Diplocaulobium tentaculatum. Uma das flores mais charmosas, exóticas e atraentes que conheço, mas cuja floração infelizmente dura apenas um dia. Que pecado!!!

Esta orquídea é originária da Nova Guiné, onde vegeta de forma epífita em florestas tropicais de elevado nível de umidade, localizadas em altitudes que variam de 500 a 1000 metros.

O nome desta espécie, tentaculatum, é uma óbvia referência ao formato da flor, com pétalas e sépalas longas e finas, lembrando os tentáculos de um polvo.

Anteriormente esta orquídea foi classificada como Dendrobium tentaculatum.

Planta de pequeno porte e que forma lindas touceiras. Rizoma robusto com pequenos pseudobulbos arredondados, suportando longas folhas lanceoladas. A inflorescência é curta (aproximadamente 3cm) e uniflora. Porém, uma característica desta orquídea é a grande quantidade de hastes simultâneas. Esta planta é um verdadeiro SHOW quando florida.

As flores são muito grandes em proporção ao resto da planta. O labelo tem 1,5cm de diâmetro mas, se contarmos as pétalas e as sépalas, podemos dizer que estas flores tem mais de 5cm de diâmetro.

Sépalas e pétalas de cor branca. Labelo da mesma cor mas maculado de verde amarelado e pintalgado de vermelho. Todas as flores adquirem uma cor rosada pouco antes de murchar. Em resumo, florescem fortes e brancas, e poucas horas depois, já “velhas”, mudam de cor e morrem em cor rosa. Fascinante!!!

Este fenômeno de mudança de cor é muito bem exemplificado na última das fotos abaixo apresentadas.

Possui um perfume muito suave, e que somente pode ser apreciado em determinadas horas do dia.

É uma planta de fácil cultivo. Seguem algumas dicas:

  • Pode ser cultivada fixada em cascas ou troncos de árvores, ou ainda em vasos ou caixetas de madeira, utilizando um substrato composto de partes iguais de casca de pinus, esfagno e carvão vegetal.
  • Tem que ter boa drenagem e ventilação.
  • Cultive esta orquídea com temperaturas entre 10 e 35 graus, e 50% de sombreamento.

Normalmente floresce em meados de março, e sua floração dura menos de 24 horas. Porém, existem registros de florações que chegaram a 3 dias de duração. Um recorde.

Seguem algumas fotos:

 

diplocaulobium-tentaculatum1

 

diplocaulobium-tentaculatum2

 

diplocaulobium-tentaculatum3

 

diplocaulobium-tentaculatum4

 

diplocaulobium-tentaculatum5

 

diplocaulobium-tentaculatum6

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

 

diplocaulobium-tentaculatum10

 

diplocaulobium-tentaculatum11

 

diplocaulobium-tentaculatum12

 

diplocaulobium-tentaculatum15

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Diplocaulobium tentaculatum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s