Brasilidium pectorale

Aproveito que a minha planta está florida para falar do gênero Brasilidium, que foi desmembrado do gênero Oncidium em 2006, e abriga 13 espécies.

Este gênero não é uma unanimidade entre os estudiosos. Atualmente existem três propostas de reclassificação para as espécies do gênero Oncidium:

  • 1ª Proposta: agrupa quase todas as espécies de Oncidium brasileiros no gênero Gomesa.
  • 2ª Proposta: uma divisão destas espécies de Oncidium brasileiros, em aproximadamente 20 novos pequenos gêneros, e muito específicos.
  • 3ª Proposta: divide as plantas de Oncidium brasileiros em sete gêneros. Esta é a proposta que vou adotar.

O nome deste gênero, Brasilidium, significa “Oncidium do Brasil”. Foi criado recentemente, em em 2006, por uma das maiores autoridades da orquidologia nacional, o Sr. Marcos Antonio Campacci. Mais uma conquista brasileira que se junta a gêneros como Brasilaelia e Brasiliorchis.

Hoje vou falar de uma planta que admiro muito, e que ocupa lugar de destaque em minha coleção… falo do Brasilidium pectorale, a planta do dia.

Pectorale é uma palavra de origem latina que significa “relativo ao peito”. Infelizmente não consegui descobrir qual é a ligação entre este nome e a orquídea em estudo. Agradeço se alguém souber e puder informar.

Esta planta é originária da Mata Atlântica do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, onde pode ser encontrada vegetando de forma epífita em altas árvores de florestas originais. Normalmente é encontrada em altitudes entre o nível do mar e 1000 metros

Anteriormente esta planta foi classificada como Anettea pectoralis; Gomesa pectoralis; Oncidium mantinii; Oncidium pectorale e Oncidium pectorale var. mantinii.

É uma planta que forma grandes touceiras. Possui rizoma espesso, suportando pseudobulbos ovoides e ligeiramente achatados, suportando um par de folhas lanceoladas. A inflorescência é magnífica. Uma longa haste de até 30cm de comprimento, arqueada, ramificada e suportando muitas flores.

As simpáticas flores tem diâmetro aproximado de 3,5cm, e combinam com maestria o amarelo e o marrom. Um SHOW de planta !!!

Regras básicas para o cultivo:

  • Pode ser cultivada em vasos de plásticos ou caixetas, utilizando substrato composto de casca de pinus, carvão vegetal e esfagno. Porém eu costumo cultivar todas as planta dos gênero Oncidium e derivados, fixados em cascas ou troncos de árvores.
  • Por ser uma planta natural da Mata Atlânica precisa de muita umidade, e obviamente de uma rápida drenagem.
  • Gosta de 50% de sombreamento e suporta temperaturas entre 5 e 35 graus.

Floresce no verão e sua floração dura entre 20 e 30 dias.

Seguem algumas fotos:

brasilidium-pectorale-1

brasilidium-pectorale-2

brasilidium-pectorale-3

brasilidium-pectorale4

brasilidium-pectorale-5

Fotos:  Juan Pablo Heller

Anúncios

8 pensamentos sobre “Brasilidium pectorale

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s