Ornithocephalus myrticola

 

Ornithocephalus é um gênero composto por 55 espécies, e classificado pelo botânico, explorador e naturalista inglês Joseph Dalton Hooker (1817 – 1911).

O nome deste gênero, Ornithocephalus , é uma palavra composta derivada do grego: ornisithos, que significa “pássaro”, e kephale, que significa “cabeça”, em referência à coluna de suas flores que tem a forma da cabeça de um passarinho.

Hoje vou falar um pouco do Ornithocephalus myrticola, a planta do dia.

O nome desta espécie, myrticola, deriva do latim, Myrtus, um dos hospedeiros desta orquídea, é que pertence à família Myrtaceae.

Planta de hábito epífita originária de altitudes entre 500 e 1200 metros da Bolívia, Peru e Brasil. Em nosso país pode ser encontrada na proximidade de rios e lagos em matas e florestas frias e úmidas de Minas Gerais, Rio de Janeiro, são Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, principalmente nas serras do Mar e Mantiqueira.

Esta é uma planta que admiro muito, não só pelas flores, mas também pelo formato das folhas. Orquídea de pequeno porte e sem pseudobulbos, com folhas carnudas de 4 a 8cm de comprimento, dispostas em forma de leque.

Trata-se de uma micro-orquídea. Curtas hastes florais com 5 a 12 flores de aproximadamente 0,5cm de diâmetro. As flores tem um suave e delicado aroma que lembra o cheiro cítrico do limão.

As pétalas e sépalas são de cor branca e possuem estrias verdes. O labelo também é branco mas maculado de amarelo.

Anteriormente esta planta foi classificada como Ornithocephalus chloroleucus; Ornithocephalus myrtiphilus; Ornithocephalus pygmaeum; Ornithocephalus pygmaeus; Ornithocephalus reitzii e Ornithocephalus vosburghii.

Floresce normalmente em Janeiro, e a floração dura entre 15 e 20 dias. É comum esta planta florir mais de uma vez por ano.

Regras básicas para o cultivo:

  • Pode ser cultivada em vasos de plásticos ou caixetas, utilizando substrato composto de casca de pinus, carvão vegetal e esfagno. Porém, todas as plantas deste gênero gostam de ter muitas raízes expostas, aumentando a ventilação e a área para a realização de fotossíntese. Por isto, costumo cultivar esta orquídea em cascas, troncos ou galhos de árvores.
  • Alguns orquidófilos cultivam esta planta em placas de cortiça.
  • Por ser uma planta natural da Serra do Mar, precisa de muita umidade, rápida drenagem e boa ventilação.
  • Gosta de 60% de sombreamento e suporta temperaturas entre 5 e 35 graus.

Seguem algumas fotos:

 

ornithocephalus-myrticola-1

 

ornithocephalus-myrticola-2

 

ornithocephalus-myrticola-3

 

ornithocephalus-myrticola-4

 

ornithocephalus-myrticola-5

 

ornithocephalus-myrticola-6

 

ornithocephalus-myrticola-7

 

ornithocephalus-myrticola-8

 

ornithocephalus-myrticola-9

 

ornithocephalus-myrticola-11

 

ornithocephalus-myrticola-12

 

ornithocephalus-myrticola-13

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

 

 

Anúncios

4 pensamentos sobre “Ornithocephalus myrticola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s