Bulbophyllum virescens

Já passou da hora de voltar a falar deste gênero. Afinal, o gênero Bulbophyllum é o maior de todos, com mais de duas mil espécies muito diversificadas, mas todas interessantes e exóticas.

O nome deste gênero procede da latinização das palavras gregas bolbos, que significa “bulbo”, “tubérculo”, e phyllon que significa “folha”, aludindo à forma bulbosa das folhas da primeira planta descrita, que tem folhas bastante espessas.

A planta do dia é o fascinante e exótico  Bulbophyllum virescens, conhecido internacionalmente como  “the greenish Bulbophyllum”, cuja tradução literal seria “o Bulbophyllum esverdeado”.

Inclusive,  virescens, o nome desta espécie, é um epíteto latino que significa “de cor verde”, em uma óbvia referencia a cor predominante das flores desta linda orquídea.

Esta planta é natural da Península da Malásia, Sumatra, Java e Bornéu, habitando em bosques localizados em altitudes entre 700 e 1400 metros.

Trata-se de uma planta epífita e de crescimento simpodial, que normalmente pode ser encontrada fixada em troncos podres e locais ricos em material em decomposição. Aliás, esta é uma característica comum à maioria das plantas do gênero Bulbophyllum.

Anteriormente esta planta já foi classificada como Bulbophyllum binnendijkii; Bulbophyllum ericssonii Kraenzl; Bulbophyllum maximum; Bulbophyllum ridleyanum; Cirrhopetalum leopardinum e Cirrhopetalum maximum.

Por se tratar de uma planta rasteira recomendo vasos rasos para seu cultivo, e um substrato composto por produtos de rápida decomposição, como casca de pinus, esfagno e turfa, adicionando ainda um pouco de carvão vegetal, por suas propriedades fungicidas e para facilitar a fixação das raízes.

O Bulbophyllum virescens não gosta de muita luminosidade. Recomendo cultivo em lugares com 60 a 70% de sombreamento, e temperaturas entre 15 e 40 graus.

Esta planta é de médio porte, com grandes pseudobulbos cilíndricos que suportam apenas uma folha.

Floresce na primavera, em uma inflorescencia suportada por haste floral de até 20cm de comprimento, que pode ter até 12 flores de 14cm de diâmetro.

Uma característica bastanteo desagradável desta planta, e que não combina com a beleza das flores, é o cheiro fétido que ela emana, visando atraer polinizadores como moscas e alguns tipos de besouros.

Seguem algumas fotos:

 

SONY DSC

 

bulbophyllum-virescens-2

 

P8211579

 

bulbophyllum-virescens-4

 

bulbophyllum-virescens-5

 

SONY DSC

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Bulbophyllum virescens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s