Alatiglossum longipes

O nome deste gênero, Alatiglossum, deriva do latim: alatus, que significa “com asas”, e glossum, que significa “língua ou labelo”, em referência ao labelo de suas espécies, que tem forma de asa.

O gênero Alatiglossum foi desmembrado do gênero Oncidium em 2006, e abriga 16 espécies.

Porém, este gênero não é uma unanimidade entre os estudiosos. Atualmente existem três propostas de reclassificação para as espécies do gênero Oncidium:

  • 1ª Proposta: agrupa quase todas as espécies de Oncidium brasileiros no gênero Gomesa.
  • 2ª Proposta: uma divisão destas espécies de Oncidium brasileiros, em aproximadamente 20 novos pequenos gêneros, e muito específicos.
  • 3ª Proposta: divide as plantas de Oncidium brasileiros em sete gêneros. Esta é a proposta que vou adotar.

Agora, depois desta tremenda bagunça, fica a dica. Independentemente de sua escolha pelas opções acima, a enorme maioria dos comerciantes de orquídeas conhece estas plantas apenas como Oncidium.

É o caso da planta do dia, o Alatiglossum longipes, descrito por John Lindley em 1850 como Oncidium longipes.  Desde então, passados 166 anos, por se tratar de espécie com grande área de dispersão, tem sido descrito com diversos outros momes: Oncidium longipes, Kleberiella longipes, Gomesa longipes, Oncidium janeirense, Oncidium oxyacanthosmum, Oncidium longipes var. monophyllum, Oncidium biflorum, Oncidium unicolor, Oncidium hassleri, Oncidium monophyllum, Alatiglossum unicolor, Kleberiella unicolor, Gomesa unicolor, Oncidium uniflorum, Alatiglossum uniflorum, Kleberiella uniflora, Gomesa uniflora e Oncidium uniflorum var. Robustum.

O nome desta espécie, longipes, deriva do latim: longus, que significa “longo”, e pedis, que significa “pé”, em uma provável referência ao tamanho alongado das sépalas laterais ou ao comprimento da coluna das flores.

Alatiglossum longipes é uma espécie originária do sul e sudeste brasileiro, principalmente da Mata Atlântica, habitando de forma epífita em altas árvores de florestas originais. Normalmente é encontrada em altitudes entre o nível do mar e 1200 metros.

É uma planta que forma grandes touceiras. Possui rizoma curto e espesso, suportando pseudobulbos ligeiramente achatados, alongados e normalmente enrugados, medindo 1,0 x 3,0cm, dos quais brota uma única folha de aproximadamente 8cm de comprimento.

Suas curtas hastes florais medem até 15cm, e suportam de uma e cinco flores de 2 a 3cm de diâmetro, levemente perfumadas com aroma que lembra a canela. Suas pétalas e sépalas são de cor predominante marrom, e maculadas de amarelo. Já no labelo predomina a cor amarela com máculas vermelhas.

Regras básicas para o cultivo:

  • Pode ser cultivada em vasos de plásticos ou caixetas, utilizando substrato composto de casca de pinus, carvão vegetal e esfagno. Porém eu costumo cultivar todas as planta dos gênero Oncidium e derivados, fixados em cascas ou troncos de árvores.
  • Por ser uma planta natural da Mata Atlântica precisa de muita umidade, e obviamente de uma rápida drenagem.
  • Gosta de 50% de sombreamento e suporta temperaturas entre 5 e 35 graus.

Floresce no verão e sua floração dura em torno de 20 dias.

Seguem algumas fotos:

 

alatiglossum-longipes-1

alatiglossum-longipes-2

alatiglossum-longipes-3

alatiglossum-longipes-4

alatiglossum-longipes-5

alatiglossum-longipes-6

alatiglossum-longipes-7

alatiglossum-longipes-8

alatiglossum-longipes-9

alatiglossum-longipes-10

alatiglossum-longipes-13

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Alatiglossum longipes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s