Bletia catenulata

Assim como ontem, vou falar mais uma vez de planta de hábito terrestre.

O nome deste gênero, Bletia, é uma homenagem a Luis Blet, naturalista e botânico espanhol do século XVIII.

Este gênero é composto por aproximadamente 35 espécies, sendo a grande maioria de hábito terrestre e crescimento simpodial. São originárias desde a Flórida, nos Estados unidos, até o sul do Brasil, mas com grande concentração no México, habitando em campos, barrancos e encostas, em altitudes entre o nível do mar e 2500 metros.

No Brasil existem registros de apenas duas espécies, sendo uma delas a Bletia catenulata, a planta do dia.

Esta magnífica planta de grande porte é originária do Brasil e norte da América do Sul, podendo ser encontrada em quase todo o território nacional, habitando de forma terrestre.

Normalmente é encontrada em matas abertas e úmidas, bem como em locais pantanosos, em altitudes que variam de 300 a 2000 metros.

Trata-se de uma planta de folhas caducas e com pseudobulbos tuberiformes, normalmente semi ou totalmente enterrados. Por estes fatores é muito difícil encontrar esta planta em seu habitat natural, quando a mesma não está florida.

A inflorescência é racemosa e ereta. Uma longa haste floral que pode chegar a 1,5 metro de comprimento, suportando de duas a dez flores que abrem em sucessão, e que medem entre 4 e 5cm de diâmetro.

Anteriormente esta planta foi classificada como Bletia ecuadorensis; Bletia rodriguesii; Bletia sanguinea; Bletia sherrattiana; Bletia watsoni ; Epidendrum octandrum; Epistephium herzogianum e Regnellia purpúrea.

Para cultivo deixo as seguintes dicas:

  • Sugiro cultivar a Bletia catenulata em vaso plástico e fundo, como os utilizados para o plantio das orquídeas do gênero Cymbidium.
  • Para substrato recomendo um preparado feito com pedra brita, casca de pinus, areia grossa e turfa. Se possível adicione folhas e galhos caídos no jardim.
  • Pode também ser cultivada em canteiros, com o mesmo substrato acima recomendado, e com bom espaçamento entre as plantas, em função do porte das mesmas.
  • No inverno esta orquídea perde totalmente as folhas. Neste período é importante reduzir as regas, para evitar o encharcamento das raízes, rizoma e pseudobulbos, o que certamente acabaria com a planta.
  • Como a maioria das plantas terrestres, a Bletia catenulata também gosta de boa luminosidade. Sugiro cultivo com 30% de sombreamento, e temperaturas entre 10 e 35 graus.

Floresce entre a primavera e o verão, e sua floração dura em média 30 dias.

Seguem algumas fotos ilustrativas:

 

bletia-catenulata-1

bletia-catenulata-2

bletia-catenulata-3

bletia-catenulata-4

bletia-catenulata-5

bletia-catenulata-6

bletia-catenulata-7

bletia-catenulata-8

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Bletia catenulata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s