Robiquetia cerina

O nome deste gênero, Robiquetia, é uma homenagem ao farmacêutico francês Pierre Jean Robiquet (1780 – 1840), que realizou importantes contribuições nas área da química mineral, extrativa e analítica, além de várias descobertas na área de pigmentos minerais e orgânicos, sendo o responsável pelo isolamento da cafeína e da codeína.

Trata-se de um gênero estupendo, composto por aproximadamente 80 espécies, todas de crescimento monopodial e hábito epífita, originárias do sul da Ásia, Nova Guiné e algumas ilhas do Pacífico.

São vandáceas de porte pequeno e com magnífica inflorescência pendente.

A planta do dia é mais uma das minhas queridas micro-orquídeas, a espetacular Robiquetia cerina, originária de florestas quentes e úmidas da Nova Guiné e Filipinas, habitando em altitudes entre 100 e 700 metros.

O nome desta espécie deriva do latim e significa “de cera”, em referência a aparência de suas flores, e é conhecida popularmente com “orquídea-abacaxi”, ou “abacaxizinho”, pelo aspecto do seu cacho floral.

Anteriormente esta planta foi classificada como Malleola merrillii; Robiquetia merrillii e Saccolabium cerinum.

Esta planta tem aspectos morfológicos muito diferentes de outras orquídeas. Vandácea com ramos pendentes e longos, com folhas elípticas, florescendo em hastes pendentes de aproximadamente 10cm de comprimento, suportando dezenas de pequenas flores de diâmetro entre 0,5 e 0,8cm, que abrem em sucessão.

As flores podem apresentar cores variadas, sendo a planta “tipo” de cor púrpura.

Regras básicas para o cultivo:

  • Por se tratar de uma vandácea, devemos cultivar a Robiquetia cerina de de forma suspensa, visando preservar suas grossas e longas raízes, e não “machucar” os cachos pendentes de flores.
  • Eu recomendo o uso de caixetas de madeira, com substrato composto de partes iguais de casca de pinus, carvão vegetal e esfagno.
  • Como a gigantesca maioria das orquídeas, esta planta também precisa de muita umidade, rápida drenagem e boa ventilação.
  • Gosta de 50% de sombreamento e suporta temperaturas entre 15 e 40 graus. IMPORTANTE: proteja a Robiquetia nos dias mais rigorosos do inverno.
  • E, como última dica, tenha muita paciência. Esta planta cresce muito devagar.

Floresce no fim do verão e sua floração dura em média três semanas.

Seguem algumas imagens ilustrativas:

 

robiquetia-cerina-1

robiquetia-cerina-2

robiquetia-cerina-2b

robiquetia-cerina-3

robiquetia-cerina-4

robiquetia-cerina-5

robiquetia-cerina-6

robiquetia-cerina-7

robiquetia-cerina-8

robiquetia-cerina-10

robiquetia-cerina-11

robiquetia-cerina-12

robiquetia-cerina-13

robiquetia-cerina-14

 

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Robiquetia cerina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s