Angraecum sesquipedale

O nome deste gênero, Angraecum, é a forma latinizada de Angrec, palavra malgache oriunda do Malaio, e que se refere á sua aparência similar ao gênero Vanda.

As mais de 200 espécies que compõem este gênero são originárias da África tropical, Ilhas Comores e Madagascar, em altitudes que variam desde o nível do mar até 2000 metros.

São todas plantas de hábito epífita e crescimento monopodial.

A planta do dia é o espetacular Angraecum sesquipedale, conhecido popularmente como “Orquídea Cometa”, “Orquídea do Natal”, “Orquídea Estrela de Natal”, “Orquídea Estrela de Belém” e “Orquídea Estrela de Madagascar”.

O nome da espécie é uma palavra derivada do latim, sesquipedalis, cuja tradução seria “com um pé e meio de comprimento”. Trata-se de uma referência ao longo receptáculo (canal de pólen), da flor desta planta.

É natural do sudoeste da Ilha de Madagascar, no sul da África, habitando em baixas altitudes, desde o nível do mar até 100 metros. Normalmente é encontrada em troncos de árvores perto da beira-mar.

Anteriormente esta planta já foi classificada como Aeranthes sesquipedalis; Aeranthus sesquipedalis; Angorchis sesquipedale; Angraecum bosseri; Angraecum sesquipedale var. angustifolium; Macroplectrum sesquipedale e Mystacidium sesquipedale.

Foi descoberta pelo botânico francês Louis-Marie Aubert du Petit-Thouars, em 1798, mas apenas foi descrita no ano de 1822.

Esta orquídea ficou mundialmente conhecida por seu longo receptáculo e a sua associação ao naturalista britânico Charles Darwin (1809-1882), autor do livro “A origem das espécies”. Darwin era um grande admirador das orquídeas, principalmente pelo elevado grau de evolução de suas espécies.

Certa vez ele recebeu de um amigo um Angraecum sesquipedale vindo de Madagascar. A planta floresceu e ele reparou que o labelo da flor formava uma espécie de tubo nectário que media perto de 30 centímetros.

Em sua publicação “A fecundação das orquídeas” de 1862, ele supôs que em algum ponto de Madagascar, ilha que nunca visitou, deveria existir algum inseto probóscide (mariposa ou traça com tromba ou aparelho bucal alongado) de hábito noturno, provavelmente uma mariposa (pelo fato desta flor emitir perfume intenso no período da noite). Segundo Darwin, este ser deveria ter uma espécie de tromba com aproximadamente 28 centímetros, adequada para extrair o néctar que fica na ponta do tubo nectário de sua flor. Na época foi ridicularizado por pesquisadores de todo o mundo.

Quatro décadas após a morte de Charles Darwin, dois entomólogos filmaram a mariposa-esfinge (Xanthopan morgani ‘praedicta’), desenrolando sua língua enorme e a introduzindo no canal de néctar da orquídea que Darwin havia estudado. Tratava-se de um exemplar de Angraecum sesquipedale, comprovando que a teoria de Darwin estava correta.

Esta história do polinizador postulado tornou-se numa das mais célebres predições da teoria da evolução.

Deixando a história de lado, esta planta e fascinante, não só pelo esporão, mas principalmente pela espessura e rigidez de suas flores. Sépalas, pétalas e labelo com aparência de plástico.

Sua flor pode chegar a 16cm de diâmetro, suportada por uma haste floral de 20cm de comprimento. Flores lindas, grandes, de cor branca e com longo esporão (canal de pólen), que pode chegar a 40cm de comprimento.

Floresce normalmente no inverno e sua floração dura em torno de 20 dias.

Regras básicas para o cultivo:

  • Pode ser cultivada em vasos de plástico ou cascas de árvore. Eu costumo cultiva-las de forma suspensa, amarradas em pequenas caixetas com pouquíssimo, ou nenhum substrato, e com suas longas e grossas raízes soltas e expostas, aumentando o poder de fotossíntese da planta.
  • Por ser uma planta natural da baira do mar, precisa de muita umidade e boa ventilação.
  • Gosta de 60% de sombreamento e suporta temperaturas entre 10 e 35 graus. Proteja a planta nos dias mais rigorosos do inverno.

Não é uma planta barata, principalmente se adquirirda na fase adulta e florida. Mas é indispensável para qualquer coleção. Se tiver oportunidade adquira um exemplar, mesmo que seja uma muda nova, com preço bem mais acessível. Quando esta orquídea florir, a recompensa será notória. Siga esta sugestão!!!

Abaixo mostro algumas fotos:

angraecum-sesquipedale-1

angraecum-sesquipedale-2

angraecum-sesquipedale-3

angraecum-sesquipedale-4

angraecum-sesquipedale-5

angraecum-sesquipedale-6

angraecum-sesquipedale-7

angraecum-sesquipedale-8

angraecum-sesquipedale-9

angraecum-sesquipedale-10

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Se você encontrar alguma foto de sua autoria neste blog, e desejar a remoção, por favor envie um e-mail para  que a mesma seja retirada imediatamente. Obrigado.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Angraecum sesquipedale

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s