Paphiopedilum parishii

O nome deste gênero deriva da latinização de duas palavras gregas: Paphos, que significa “epíteto de Vênus” (títulos sagrados, usados no culto da deusa romana Venus); e pédilon, que significa “sandália”, numa referência à forma de seu labelo.

Este gênero compreende cerca de cem espécies, distribuídas desde a Índia até a China e às Ilhas Salomão. Todas de crescimento simpodial e habitat predominantemente terrestre, com algumas poucas adaptações epífitas ou rupícolas.

No Brasil as orquídeas deste gênero são conhecidas popularmente como “Sapatinhos” e, em outros países, como “Sandália de Vênus”.

Todas as espécies do gênero Paphiopedilum caracterizam-se por um labelo que se assemelha a uma taça ou saco, com uma sépala dorsal proeminente e com as sépalas laterais parcial ou totalmente fundidas (sinsépalas).

Hoje vou falar do maravilhoso Paphiopedilum parishii, uma orquídea deslumbrante.

Natural da China e Tailândia, em altitudes entre 1000 e 2200 metros, esta planta já é rara em seu meio. O crescimento das cidades e a ação predatória do homem, praticamente extinguiram esta maravilha da natureza. As plantas encontradas atualmente são fruto de reproduções em laboratórios.

Esta orquídea foi descoberta em 1859 na Birmânia pelo Reverendo Charles Parish, um missionário anglicano. O nome da espécie, parishii, foi uma modesta auto-homenagem.

Anteriormente esta planta já foi classificada como Cordula parishii; Cypripedium parishii e Selenipedium parishii.

Contrariando a tendência do gênero, esta planta tem hábito epífita, ocasionalmente encontrada fixada em rochas cobertas de musgo.

É mais uma orquídea que considero de fácil cultivo. Seguem algumas recomendações:

  • Utilize vasos de plástico ou caixetas, e com substrato composto por partes iguais de casca de pinus, esfagno e carvão vegetal.
  • Por ser de regiões secas, esta planta não tolera excesso de umidade. Regue com frequência menor do que as outras orquídeas (a cada 5 dias em média).
  • Gosta de uma boa sombra. Recomendo cultivo em lugares com 60 a 70% de sombreamento, e temperaturas entre 10 e 35 graus.

As flores do Paphiopedilum parishii tem inflorescências espetaculares, com as chamativas pétalas onduladas. Longas hastes de até meio metro de comprimento, suportando de 3 a 12 flores que medem, em média, 8 x 15cm.

Floresce no verão e sua floração dura em torno de 3 semanas.

A seguir mostro algumas imagens desta orquídea:

 

paphiopedilum-parishii-1

paphiopedilum-parishii-2

paphiopedilum-parishii-4

paphiopedilum-parishii-5

paphiopedilum-parishii-6

paphiopedilum-parishii-7

paphiopedilum-parishii-8

IMAGENS: fonte pesquisa GOOGLE

Anúncios

4 pensamentos sobre “Paphiopedilum parishii

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s