Dracula lotax

 

As plantas deste gênero são conhecidas popularmente por “orquídeas cara-de-macaco”, e são frutos do desmembramento do gênero Masdevallia, feito em 1978 pelo Dr. Carl Luer.

Existem pouco mais de 120 espécies do gênero Dracula, todas elas epífitas e de crescimento simpodial. Mais de 90% delas são originárias das montanhas do lado oeste dos Andes, no centro e sul da Colômbia e norte do Equador. Completam a lista três espécies recentemente descobertas no Peru, uma conhecida do México, e também nove ou dez nos outros países da América Central.

O estranho nome deste gênero deriva da palavra romena Dracul, que tem sua origem no latim Draco, e este da palavra grega drákon que significa “Dragão”. Assim “Drácula” seria o diminutivo “Dragãozinho”, ou “Filho do Dragão”, numa referência à personagem histórica Vlad III, que deu origem à lenda do Conde Drácula, cujos dentes caninos são comparados às antenas das sépalas deste gênero. Muitas das espécies de Dracula têm nomes bem humorados, referenciando animais, monstros mitológicos, ou de histórias de terror tais como, chimaera, circe, chiroptera, diabola, lemurella, gorgona, marsupialis, nosferatu, polyphemus, simia, vampira e vlad-tepes.

E não é só o nome deste gênero que é macabro. As condições ambientais para o seu desenvolvimento seguem a mesma linha… preferem as áreas nebulosas das montanhas, onde raramente estão expostas a luz solar direta, e a umidade é elevadíssima. Não toleram temperatura superior a 25 graus. São plantas que crescem muito bem e com facilidade formando grandes touceiras quando as citadas condições são atendidas. Por outro lado são muito delicadas: uma semana de calor ou seca são capazes de acabar com uma enorme planta cultivada adequadamente por muitos anos. Um dia de calor excessivo faz também que todos os botões e flores murchem imediatamente.

Pelos fatos acima expostos, considero esta planta de difícil cultivo, e isto justifica o fato de ser muito raro encontrar plantas deste gênero em orquidários e floriculturas.

A planta do dia é a Dracula lotax, simpática orquídea natural de altitudes entre 1000 e 1600 metros no sul do Equador.

O nome da espécie, lotax, deriva do grego e significa “palhaço”, em referência as flores desta planta, que parecem estar sorrindo.

Lindas e longas inflorescências pendentes, com flores brancas portando “antenas” vermelhas que se curvam para trás. Medem em torno de 2cm de diâmetro (se contarmos as “antenas” a medida passa a ser 2 x 8cm).

Anteriormente esta planta era classificada como Masdevallia bomboiza e depois Masdevallia lotax.

Como todas as Draculas, esta espécie também é muito sensível. Por se tratar de plantas provenientes de áreas próximas à linha do Equador, e de altas elevações, estas orquídeas não estão acostumadas a variações climáticas durante o ano.

Seguem algumas recomendações para quem quiser se aventurar no cultivo desta planta:

1 – Temperaturas entre 15 e 25 graus, sombreamento de 70 a 80%, e muita umidade.

2 – Nesta espécie, assim como nos gêneros Stanhopea e Coryanthes, a inflorescência brota da base do pseudobulbo, e cresce para baixo. Por este motivo, é mandatório que o cultivo destas plantas seja feito de forma suspensa, em caixetas de madeira feitas com ripado bem afastado, ou em cachepos aramados.

3 – Em termos de substrato, sugiro uma mistura pouco compactada, confeccionada com 25% de carvão vegetal e 25% de casca de pinus (ambos em pedaços bem pequenos), e 50% de esfagno visando preservar a umidade.

Seguem fotos:

dracula lotax 1

dracula lotax 2

dracula lotax 3

dracula lotax 4

dracula lotax 5

dracula lotax 6

dracula lotax 7

FOTOS: DIVULGAÇÃO

 

Anúncios

4 pensamentos sobre “Dracula lotax

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s